quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Natal: Um passo no caminho da paz e de um mundo sustentável - Motivo de Exemplo

Alunos do Projovem realizam trabalho Social

Várias atividades serão desenvolvidas (pesquisas, visitas,palestras,oficinas,feira cultural...) dentro da perpectiva: Conhecimento/Participação Cidadã e Qualificação Profissional.


Contamos com a sua colaboração! Você pode ajudar -
01. Doando alimentos não perecíveis, os quais serão doados em forma de cesta básica no dia 19/12 no Loteamento Frei Damião;
02. Doando roupas,sapatos, acessórios... usados para a realização de um brechó com o objetivo de arrecar fundo para as várias atividades. Dentre elas:

05/12 - Tarde cultural no Lar de Nikolas;(Abrigo para Crianças e adolescentes)
11/12 - Tarde cultural no TIA (Terceira Idade em Ação);

Oficinas:
Papel Machê - Biscuit peruano/Música/reciclagem

Palestras: 25/11 - Meio Ambiente e 30/11 Cidadania e Participação Cidadã.


Você pode entrar em contato com os telefones: (81) 3726.1031 ou 9698.9561 para marcar o dia que a gente manda buscar sua doação.


Contamos com você!

Adilza Cristina
Prof. Ciências Humanas - PROJOVEM

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

População Belojardinense "sumiu" ? Ou existe erro na contagem do IBGE

Amigos,
Posto aqui a matéria que foi ao ar hoje no TV Jornal Meio Dia - Caruaru sobre o problema do Censo 2010 em Belo Jardim.
Infelizmente, posso dizer que realmente existe uma falha enorme.
Apesar de trabalhar em outra cidade, minha família continua em Belo Jardim.
E em conversa procurei saber sobre o recenseamento.
E não é que ninguém, isso mesmo, NINGUÉM apareceu em minha casa seja durante o dia ou no periodo da noite.
Ao menos, deixaram um bilhete ou formulário para marcar um horário, nenhum agendamento.
E agora, vai ter tempo para visitar ? O prazo final é até o dia 20 de novembro.
E esperar...

Sistema de rede na televisão brasileira plastifica produção local

domingo, 31 de outubro de 2010

Os Toyotas com ou sem passageiros ?

Relembrando os toyotas...
Coincidência ou não, participei de algo que é comum no período das eleições , quando era permitido (eita saudades) do transporte de passageiros das zonas rurais para a cidade e vice-versa como transporte mais popular de nossa região, os toyotas.
Ao me deslocar de Caruaru até Belo Jardim, pelo período da manhã, não tinha nenhum transporte literalmente, nenhum carro. Éramos em uma média de trinta pessoas que estavam reunidas com o mesmo propósito. Voltar a sua cidade para participar do maior ato que qualquer pessoa em liberdade em pleno exercício da democracia, o voto.

Muitas pessoas morreram outras, precisaram enfrentar diversas dificuldades para garantir que eu e você querido leitor, pudesse ter esse direito e essa liberdade. Não vejo este ato como uma obrigação imposta pelo nosso sistema. Assim como você tem exerce sua liberdade de ir e vir, de comprar seus objetos, de escolher um local para morar, uma alimentação. Assim, é pra mim o direito de votar.
Ao transporte, em uma hora de trajeto, me lembrei de histórias que se cruzam, mas de um fato diferente.

Primeiro que os Toyotas são veículos de força e estratégico para locais de difícil acesso. A palavra estratégia para isso é segmentada porque envolve que eles cumprem o seu papel em um solo fértil ou árido. O transporte de pessoas e mercadorias sobre ele manifesta a sua força sobre a ótica de ajudar na condução de alimentos, roupas, materiais diversos. Tudo o que precisamos no cotidiano.

Em larga produção, continua sendo o veículo da zona rural. Triste, é o dia de hoje eles. Que não mostraram sua força, sim, mostrou suas faces transportando as urnas eletrônicas. Como foi possível esquecer?

O percurso em uma janela, com as gotas de chuvas, mostrou mais detalhes desses transportes. Ele não possui vidros nas portas dos passageiros, possui lonas pretas que tapam a visão e não permite contemplar as belezas da paisagem. É verdade que muitos estão cobrindo os seus olhos, não comparecendo aos locais de votação para manifestar o seu desejo.

A janela por um instante se abriu pela passageira que queria descer. Chegou ao seu ponto final e novamente foi preciso abrir a porta. Ao abrir, viu que não era ali o local que deseja ficar. E queixou-se do motorista, que humildemente a respondeu: “Sim, desculpe. Mas se a senhora estivesse com a janela aberta, teria visto que o local que queria desembarcar já passou. Vou para por aqui, e infelizmente o restante do pessoal não vai concordar em voltar...” foi à oportunidade.

Minha janela, sem proteção, minha visão. De uma estrada larga, sem movimento de carros, sem interferência, sem sol, mas aberta para contemplar. O transporte não é tão confortável assim, mas cheguei a cidade. O Toyota azul, com velocidade dentro dos padrões chega a Belo Jardim. Chegou ? Mas cadê a placa indicativa ? Foi retirada ? Não existe mais. O cenário mudou, passagem aberta, os transportes podem regredir ou evoluir as histórias e os fatos permanecem, ganham nova visão, nova roupagem. Só não modifica seu contexto, suas idéias, a sua interpretação.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Reflita em Mim - Prisma Brasil - Comp. Michael W. Smith

Reflita em Mim
Numa Bíblia envelhecida pelos anos
Reflita em Mim
Num templo com silentes orações
Pois ano a ano, lado a lado
Sobre a graça e a paz
Com amor filho de Deus
Cuido de você
Reflita em Mim

Reflita em Mim
Quando a cor do pôr-do-sol encher o céu
Reflita em Mim
Quando as lágrimas surgirem ao orar
Pois ano a ano, lado a lado
Sobre a graça e a paz
Com amor filho de Deus
Cuido de você
Reflita em Mim

Reflita em Mim
Se as crianças entoarem seu louvor
Reflita em Mim
Se for velhor pra ensinar...
Velhor pra pregar, velho pra sair
Pois ano a ano, lado a lado
Sobre a graça e a paz
Com amor filho de Deus
Cuido de você
Reflita em Mim


Esta canção, reflete bem como estou sentindo agora.
Reflita você também e descubra o quanto podes aprender com ela.
Bom final de semana.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Ser professor

 Eis, a minha simples homenagem aos meus professores,
Engraçado, eu também sou , só não exerço ainda (kkkk).
 
Ser professor(a)

Falar da docência é falar das várias profissões que transpõem e se sobrepõem a esta.
Enquanto professores...
Somos mágicos,
ao fazermos malabares com diversas situações que atingem nossa imagem e a
vida pessoal.
Somos atores, somos atrizes,
que interpretam a vida como ela é, sentimos e transmitimos emoções ao
conviver com tantas performances.
Somos médicos,
ao receber crianças adoentadas pela miséria, pela falta de tempo da família,
pela carência de tempo de viver a própria infância.
Somos psicólogos,
ao ouvir as lamentações advindas de uma realidade dura,
que quase sempre nos impede de agir diante do pouco a se fazer.
Somos faxineiros,
ao tentarmos lavar a alma dos pequenos,
das mazelas que machucam estes seres tão frágeis e tão heróicos ao mesmo tempo.
Somos arquitetos,
ao tentarmos construir conhecimentos, que nem sabemos se precisos, que nem
sabemos se adequados.
É só parar para pensar que talvez seja possível encontrar em cada
profissão existente um traço de nós professores. Contudo, ser professor,
ser professora é ser único, pois a docência está em tudo, passa por todos,
é a profissão mais difícil, mas a mais necessária.
Ser professor é ser essência,
não sabemos as respostas.
Estamos sempre tentando,
Às vezes acertamos, outras erramos, sempre mediamos.
Ser professor é ser emoção
Cada dia um desafio
Cada aluno uma lição
Cada plano um crescimento.
Ser professor é perseverar, pois, diante a tantas lamúrias
“não sei o que aqui faço, por que aqui fico?”
fica a certeza de que...
Educar parece latente, é obstinação.
Ser professor é peculiar,
Pulsa firme em nossas veias,
Professor ama e odeia seu ofício de ensinar
Ofício que arde e queima
Parece mágica, ou mesmo feitiço.
Na verdade, não larga essa luta que é de muitos.
O segredo está em seus alunos, na sua sala de aula, na alegria de ensinar
a realização que vem da alma e não se pode explicar.
Não basta ser bom... tem que gostar.






Soraia Aparecida de Oliveira,
Endereço eletrônico: soraiaprof@hotmail.com
Artigo publicado na edição nº 350, setembro de 2004, página 21, jornal Mundo Jovem.
Extraído do site : http://www.pucrs.br/mj/artigo-42.php

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

A mulher e o poder - Lya Luft

Escrever sobre homens e poder seria de um óbvio ululante. O poder transforma, e nem sempre para melhor. É preciso saber lidar com ele, para que não nos deforme. A pergunta sobre como as mulheres exercem cargos de mando tem várias respostas, e eu já fiz o teste: desde “estão maravilhosas”, “estão poderosas”, até “andam muito loucas, mandonas demais”. Mulheres são gente: seres humanos, complexos e desvalidos como todos. A vida é que andou se complicando muito desde que mulheres (tão poucas, ainda!) começaram a assumir algum poder. A velocidade com que as mudanças sociais acontecem hoje é perturbadora e, embora nossos avós também dissessem “Nossa! Como este ano passou rápido!”, hoje nossa vida se transforma em mera correria se a gente não cuidar. Tudo é agora, tudo é imediato, e tudo é aqui e rapidinho. Gaza e Washington acontecem no nosso café-da-manhã.
A mulher e o trabalhoCom o poder acontece o mesmo que ocorre com o tempo: ou o transformamos em nosso bicho de estimação ou ele nos devora. O bicho de estimação a gente aceita, brinca com ele, gosta dele, adapta-se a ele em certas coisas, nem o ignora nem o bota fora. Mas, se o maltratamos, se o detestamos, ele cresce, vira uma fera e nos come. Já que mulheres no poder são quase uma novidade, é sobre isso que me interessa refletir aqui. Não faz tanto tempo que começamos a assumir funções de ministra, prefeita, governadora, cientista, motorista de táxi e ônibus, reitora, e tantas outras. Não fôramos preparadas para enfrentar esse amigo/inimigo, o poder. Sendo pioneiras, e sem modelos a seguir, a quem deveríamos recorrer, em quem nos inspirar à frente do país, do ministério, dos empregados da estância, dos colegas lidando com grandes máquinas agrícolas ou à frente de sindicatos? Restava-nos a imagem dos homens.
Algumas pensaram em igualar-se a eles, com jeitos e trejeitos de capataz furioso ou comandante carrancudo, isto é, virando a caricatura de homens poderosos. Pior que eles, por estarem inseguras, sendo prepotentes. Outras tentaram disfarçar esse poder com exageros de sedução: muitas foram educadas para agradar, não para mandar, e o espectro da mulher sozinha existe. De um homem sozinho, dizem que está “aproveitando a vida”, mas da mulher sozinha eventualmente se comenta: “Coitada, ninguém a quis”. E não adianta reclamar: essa ainda é uma realidade burra, um preconceito idiota, mas não falecido. Com todo esse dilema, corre-se em busca de um “jeito feminino de exercer o poder”. Isso existe? Tem de ser buscado? E o que será, afinal: um jeito o madelicado, doce ou cor-de-rosa? Que os deuses nos livrem disso. Talvez seja apenas um jeito humano, pois é o que todos somos: cheios de fragilidade e força, de qualidades e defeitos, todos em última análise com medo de não ser atendidos. Um professor iniciante tinha tanto pavor de não ser respeitado pelos alunos que abusava de punições, notas baixas, gritos e até socos na mesa, que provocavam, estes sim, riso nos adolescentes.
O mais positivo pode ser as mulheres, sobre as quais aqui especialmente escrevo, tentarem ser naturais. Nem ir ao posto de comando vestidas de freira ou militar, cheias de convencionalismos, ar gélido e voz de metal, nem sedutoras por medo de perder a feminilidade (seja lá o que pensam que isso é). Ser apenas uma pessoa a quem o poder foi dado pela sorte, pelo destino, pelo mérito (o melhor de todos), por algum concurso, enfim, pelos caminhos da profissão, e tentar fazer isso da melhor forma possível. Para exercer o poder não é preciso nem beleza nem feiura, nem coisa alguma além de preparo e capacidade, humanidade, ética, honradez, informação, entendimento do outro, respeito pelo outro para que ele também nos respeite. Para homens e mulheres o comando é difícil, é solitário. E, acreditem, exige cuidado: porque, se pode ajudar, pode também contaminar. Nada melhor do que agir com simplicidade, lucidez e alguma bem-humorada autocrítica, em qualquer posto e em qualquer circunstância desta nossa vida.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Bons dias de criança

No dia das crianças me remeto a esta reflexão:


 "Sua viagem para a realização é impulsionada pelos objetivos que você determina ao longo do caminho." Chérie Carter-Scott

Pais, escutem os seus filhos. Conceda-lhes alguns minutos de seu dia para escutá-los.
Ajude-os nas escolhas, instrua-os sempre. Reempreenda-os nos momentos certos.
E sobre tudo, ensine-os a dizer sempre a verdade.
 São conselhos que permanecem por toda uma vida. E que duram uma eternidade.
Se pudesse , voltaria ao tempo para curtir os momentos que vivi e que ainda vivo com meus pais.
Um dia , eles foram crianças como eu.
Amanhã,  será a vez dos meus filhos,
E depois os meus netos.
Assim é um ciclo, que não tem fim e que é bom viver, recordar, amar !

sábado, 9 de outubro de 2010

Quem saiu perdendo ?

As eleições chegam ao fim para os eleitos na esfera publica estadual.
Alguns tiveram o êxito de conseguir uma vaga , outros ficaram na suplência.
Foram dias de lutas e batalhas para mostrar aos eleitores suas propostas.
E na verdade qual foi a proposta que foi absorvida ?
Você, parou para analisar o que seus candidatos colocaram em pauta para a sua cidade, em especial para Belo Jardim ?
O que foi absorvido pela população e o que foi guardado como lembrança para que nos próximos anos algo  possa ser cobrado ?
Quer queira ou não, você está no seu direito de exigir.
Isto se você votou consciente. E não vendeu o seu voto.
Sabe por quê ? Depois que você vende, sua palavra não tem validade alguma.
E como você estivesse a procurar de um celular de ultima geração e alguém te fornecesse um do "paraguai" em qualquer esquina da cidade. Ele não tem nota fiscal, não tem garantia, nem aceita devolução. E mesma assim com a compra do voto, você não pode cobrar de nenhum deles o que eles te pagaram para você ficar calado por quatro anos.

Outros porém, esqueceram de "vender" o peixe com um embrulho novo. Colocaram a mesma mercadoria dentro de uma embalagem e saiu a vender pelas ruas da cidade. Pra ser sincero, chega o dia em que você não suporta se alimentar com a mesma coisa, é melhor procurar algo diferente, ou então fugir da rotina.

E no final, a canção diz " E daí se eu quiser farrear tomar todas num bar sair pra namorar
O que é que tem?
Foi você quem falou que a paixão acabou
Que eu me lembre eu não sou de ninguém."
É verdade, talvez Belo Jardim não seja de ninguém.
Porque a cidade não precisa de donos de partidos para mudar sua situação.
Precisa de pessoas envolvidas com a causa pública, que tenha ação.
Quem sempre sai perdendo são os eleitores porque não exigem, se vendem e depois negam tudo.
Depois querem uma ficha-limpa como solução de um Brasil com políticos.
A primeira ficha limpa deve ser a do eleitor munida de educação e conhecimento para escolher pessoas dignas e com compromisso de um Belo Jardim melhor.


Não se desvie nem para a direita nem para esquerda, fixe teus olhos ao horizonte que te espera. Que deseja dias melhores, um mundo melhor, uma cidade melhor.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Intercom Nacional - Anderson Morais esteve lá !

O Intercom 2010 em Caxias do Sul está sendo um barato.
A cidade tem um estrutura para receber os visitantes com muitas"gurias" bonitas.
O congresso termina hoje para minha tristeza. Amanhã como é feriado nacional terei a oportunidade de conhecer a cidade de Gramado.
Do congresso, sou grato a vários amigos, familiares, professores que se dispuseram a me ajudar e chegar até aqui.
Ontem, domingo (05) foi o dia da apresentação.
Aparentemente não estava tão nervoso, mas assim que terminou a apresentação, fiquei apreensivo.
Foram tantas perguntas e discursões que pensei que não tinha fim, ou talvez , para confirmar as informações que abordei dentro do trabalho.
Estou ansioso pelo resultado.
Minha tarefa eu cumpri com orgulho. Fiz o melhor para representar a região nordeste e também a FAVIP.
Diante das expectativas, e se for da vontade de Deus, e das professoras ( porque de minha parte já é) levarei esse prêmio para nossa região.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

ô abre alas, que eu quero votar !

É parece que as coisas em Belo Jardim não estão nada bem.
Não é porque não estou na cidade que não estou informado sobre ela.
Nas últimas semanas tenho acompanhado rapidamente os blogs e tenho visto muita coisa sobre a política.
Uma palavrinha que está na boca do povo e será discutida por muito tempo.
Alguém já se propôs a estudar a cauda longa da política.
É interessante esse trabalho desenvolvido pela teoria do Chris Anderson e que pode ser aplicado em diversas áreas.
Para a política seria interessante porque iriamos contemplar fatores e olhares diferentes das propostas que estão sempre veiculadas nas propagandas.
Onde tudo gira em palavras que são ditas e não´podem voltar atras.
Em propaganda eleitoral se diz o que quer e o que pensa ( talvez diga muita coisa que não se pensa e poderia ficar calado).
Todos com as mesmas propostas, eu fiz isso, trouxe aquilo, deixei isto, fulano acabou com isso.
Na verdade, gira em torno do ISO / ITO.
Vi de perto como está sendo levado a campanha em Belo Jardim ( a banho maria) que se diga por sinal.
Os eleitores não possuem só dois grupos políticos. Agora é  dobro, são quatro.
Eleitor bem informado sabe de quem estou falando.
Em Belo Jardim estamos vendo o QUARTO PODER.
Quatro propostas diferentes a analisar. E somente dois para votar.
As urnas irão falar no dia 03 de outubro.
Se você vender o seu voto, fique calado por quatro anos.
Se pensar em ajudar, verifique o passado de seu candidato.
Se vai votar por obrigação, é melhor votar consciente do que deixar o Brasil entregue a baratas.
Se não vai votar, deixe que a democracia morra.
Se antes de tudo isso não sabe ainda ou não tomou uma decisão compartilho uma frase para reflexão:
Políticos e fraldas devem ser trocados de tempos em tempos pelo mesmo motivo. - Eça de Queiroz.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Em breve

O blog estará disponibilizando novos textos na próxima semana.
Não deixe de conferir.

Um artigo sobre política e outros assuntos.

Deixe sua opinião !

terça-feira, 20 de julho de 2010

Viva o Jornalismo !

No último mês, fomos agraciados com uma ótima notícia para o Jornalismo de Caruaru. O aluno do sétimo período da Favip, Anderson Morais, ficou em primeiro lugar no Expocom Nordeste na categoria ‘‘artigo'' (produção em jornalismo opinativo). Ele irá representar nossa região no evento nacional em Caxias do Sul (RS), em setembro. Além dele, o jornalista Fernandino Neto (VANGUARDA) concorreu na categoria ‘‘livro-reportagem'' com a obra "Prazer em conhecer", que narra a biografia da premiada atriz pernambucana Prazeres Barbosa; e ‘‘jornal laboratório'', com o estudante Vinícius Gomes, que também presta um bom serviço na Oficina Comunicação.

A conquista de Anderson Morais, orientado pela professora Iraê Mota, deve ser muito comemorada, afinal a Expocom 2010 é considerada a maior vitrine e referência de trabalhos acadêmicos de comunicação do país. Vale lembrar ainda que a Favip, com os três alunos citados, esteve entre as duas únicas faculdades de todo o Nordeste que tiveram trabalhos selecionados para essa etapa.

Esse primeiro lugar serve para mostrar o potencial que os nossos alunos têm. Basta dar uma olhada no mercado de trabalho de Caruaru e ver a mudança. Hoje temos a profissionalização das empresas e um crescimento desenfreado da comunicação no Interior de Pernambuco. A conquista do jovem Anderson Morais, atualmente estagiário da Secretaria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Caruaru, nos enche de orgulho e nos permite fazer uma viagem pelo túnel do tempo e lembrar dos grandes jornalistas que se perpetuaram na história do jornalismo local.

A conquista inédita vem num momento para referendar a importância do diploma de Jornalismo. É uma espécie de plano de voo, para que outros alunos despertem a veia acadêmica e passem a ter a ousadia e a coragem de Anderson Morais. Tentar é uma das maiores prerrogativas do bom jornalismo, mas Anderson foi mais além e trouxe um resultado, antes visto pelos céticos como pouco provável para a nossa região. Mas o jornalismo da cidade, apesar de algumas exceções, passa por um bom momento. Basta olhar o retrospecto recente: conquista da TV Jornal do prêmio Cristina Tavares; conquista da TV Asa Branca de todo o horário local para o ABTV 1ª Edição e do portal Mais AB; ampliação da cobertura dos jornais do Recife; emissoras de rádio cada dia mais profissionais; sites especializados em notícias; assessorias de comunicação; a consolidação do jornal impresso na cidade, com o fortalecimento, principalmente, do Jornal VANGUARDA, o mais antigo em circulação no Interior do Estado.

Por tudo que já foi citado, posso dizer que estamos num momento de euforia. Todos os alunos e professores da Favip, representados pela jornalista e coordenadora Rosângela Araújo, são incentivados o tempo todo a participar deste tipo de evento. Valeu, Anderson. Que a sua conquista seja a primeira de muitas. Você encheu de orgulho a comunidade acadêmica e jornalística de Caruaru e região. Parabéns, Anderson. E viva o Jornalismo!
Mário Flávio Lima
Jornalista e professor universitário

domingo, 11 de julho de 2010

Cidade da Coleta Seletiva esquece de colocar lixeiras na Festa da Redenção

Bom Dia Amigos,
Ontem, tive  o prazer de voltar a nossa amada cidade, depois de uma semana árdua de trabalho, pré-projeto, monografia e por fim um paper para um congresso.
Para minha alegria a cidade está verdinha, verdinha ( depois das chuvas começou a brotar algumas sementes) e a relva começou a se espalhar.
Diga-se, a campanha política já começou mas ainda está dando os seus passos sem muito alarde , com a presença de tratores ou máquinas agricolas para começar a arar a terra.
Mas, o título de nossa postagem me fez novamente analisar algumas coisas das quais fazemos questão de mostrar e não executamos.
Ontem, estive no pátio de Eventos, Nivaldo Jatobá, e não presenciei nenhum coleto de lixo no pátio.
Você tem certeza ? Sim. Andei por todo o pátio para jogar um copo de plástico e não encontrei.
Talvez, o problema tenha sido a questão de patrocínio que foi pouco e não teve como obter recursos para esses fins.
Ou será que ninguém pensou nisto também.
Logo agora, em tempo de chuva onde o "lixo" é talvez o maior inimigo nas cidade e que eles trazem grandes prejuízos entupindo os canais de esgoto e consequetemente tranbordando os córregos.
Será que já não colocaram para não ter confusão com os moradores ou catadores de latinhas ?
Ou a culpa está na organização do evento que não pensou que talvez essa coleta de lixo rendesse algum fruto para a instituição e até mesmo para a prefeitura fazer sua campanha?
"Só sei que nada sei." - Sócrates.
E você, por acaso sabe ?
Alguém para nos ajudar com essa reposta ? Habilite-se !

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Divulgação das apresentações da 40ª Festa das Marocas

Confira as atrações da 40ª festa das Marocas em Belo Jardim

08/07
LAÇOS DE MEL

09/07
TRIO E BANDA ASAS DA AMÉRICA
NOVINHO DA PARAÍBA
LUIZ E DAVI

10/07
DETONAUTAS DO FORRÓ
BANDA HAVANA
SAVINHO
LIMÃO COM MEL

11/07
TRIO E BANDA KEKEU
LOS CUBANOS

12/08
BANDA FERNANDO JÚNIOR
ALCYMAR MONTEIRO
FORRÓ DOS PLAYS

13/08
TRIO ASAS DA AMÉRICA E SIRANO SIRINO

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Reflexão da Semana

O bem é invencível, mas paradoxalmente não opera através da imposição, sua graça só pode ser evocada através do livre arbítrio.


Na margem contrária, o mal impõe e opera através do medo, da cobiça, da ira e da tentativa de colocar os humanos uns contra os outros.

Isso não é nada difícil, porque com os humanos partindo do princípio que eles e elas são o fundamento de suas próprias vidas acabam atribuindo a si o que não procede de suas essências, são apenas estações repetidoras e multiplicadoras da graça divina.

Com cada humano se achando o centro crítico do Universo, o mal não tem dificuldade alguma de impor, separar, infundir medo e cobiça, já que as pessoas olham às outras com desconfiança em vez de amor.
Apesar de tudo, o bem é invencível

domingo, 27 de junho de 2010

Uma gota de felicidade e chuvas de calamidade


É certo que para o nordestino a chuva sempre é bem vinda. Algo que garante aos produtores e animais da região a bonança que é esperada após um longo tempo de espera, já que o período de verão é prolongado. Quando o sertanejo sabe que as chuvas, ou melhor, que o inverno está chegando fica feliz e se planeja para saber utilizar bem o pouco tempo que tem para cuidar de sua lavoura.  É tempo de preparo, tirar as ferramentas, procurar os arreios dos animais, todo o aparato possível para que assim que a terra receber as águas, a terra seja arada e conseqüentemente temos o fruto em nossas casas. Graças às bênçãos das águas.
Em outra face, nos deparamos com a força das águas. O encontro das águas que permitem que essa força um mover maior do que imaginamos. O homem não tem domínio sobre ela, e infelizmente não tem condições de com toda a sua inteligência prevê o que pode lhe acontecer. Infelizmente, essa triste situação atenuou-se com as dificuldades para tentar socorrer. Vê nossos familiares e amigos em uma situação difícil já é complicado. Então imagine essa situação duas vezes pior, primeiro porque existe o dano material na vida daquelas pessoas e a segunda é físico. O desespero dos pais, filhos, amigos em vê tudo sendo levado pelas águas, em sua outra face. Não tem hora nem tempo de chegar, se ao menos ela pudesse nos dizer em que tempo ela viria. Preparávamos-nos e ficamos vendo somente ela passar. Já vimos os dois lados da moeda, agora precisamos vê as laterais. Se observarmos as moedas de um real é vazada, elas possuem um intervalo, tipo uma marcação. E nesse intervalo é que convido a fazer uma reflexão sobre alguns pontos importantes para instigar a uma reflexão:  1 – O que estamos fazendo como cidadãos para não desmatar as áreas ribeirinhas? Talvez, acredite que elas não têm nada a ver com a questão das chuvas, não está interferindo , entretanto elas seriam as barreiras naturais que poderiam ter evitado. Correto?  2 – No planejamento das barragens que foram destruídas a força do homem esteve presente da forma de conter as águas. Só que não somos perfeitos para impedir isso. Mas gostaria de reforçar o monitoramento das mesmas. Será que a empresa responsável pelo seu monitoramente não foi capaz de entrar em contato com as autoridades para comunicar a população sobre esse feito? Existe tanto dinheiro jogado fora e porque utilizar as outras formas inteligentes do homem para elaborar um sistema de monitoramento para isso?  3 – A poluição também não está fora. Posso ver em algumas cidades que já visitei que as cidades que são cortadas por algum rio sempre estão poluídos. E a tendência é crescer ainda mais. O homem não dá conta que na maioria dos casos ele é o principal responsável. Quando acontece a inundação, o transbordamento das águas é um despreparo de ambas as partes. A população esquece de cobrar dos governantes medidas que venham ou possam amenizar as chuvas. Um prato cheio para eles se aproximarem e vender a imagem de que isso não podia acontecer que vai elaborar um projeto. Acredito que de projeto as gavetas, os armários, os depósitos, arquivos estão cheios. É necessário ação. Não posso esquecer de dizer que é necessário um projeto para se fazer algo mas, se existe o problema e todo ano é a mesma coisa, ele se repete e ninguém faz nada então não precisa de projeto nenhum. Precisa é sair de nossas cadeiras, e levantar nossa voz.  4 – O último ponto é agradecer, todos os dias pelo pão nosso de cada dia, aprender a perdoar, ser solidário. Não esperar que somente em desastres como esse que aconteceu em nossa cidade fazermos algo. Eu decidi sempre ajudar alguém. Se não for com bens que seja de palavras, ações, atitudes. Agradeça pela sua vida. A solidariedade não é somente para ser vivida em dias tristes. É para todos os dias. Hoje, amanhã, eternamente.  

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Reflexão da Semana


Um aspecto essencial da criatividade é não ter medo de fracassar. Dr.Edwin Land


Creio que essa frase ecoa forte em nosso cotidiano.

Na verdade, ela é um choque para quem não tem medo de enfrentar o dia a dia.

Estamos voltando as nossas postagens.

Espere por novidades !


terça-feira, 15 de junho de 2010

Sou vencedor no Intercom Nordeste 2010


Bom Dia amigos,

Somente agora tive tempo de escrever no blog.

E para minha felicidade para lhe informar a boa e agradável notícia.

Como postei anteriormente, estive este final de semana em Campina Grande para apresentação do projeto experimental desenvolvido na FAVIP.

E como consequência desse meu trabalho, fui aprovado.

O resultado : Sou o campeão da etapa NORDESTE na Categoria Jornalismo Opinativo.


Mediante a essa aprovação, agora estou participando da etapa nacional que acontecerá em Caxias do Sul no mês de setembro de 2010.

Agradeço a todos pela torcida, e conto com a sua vibração para conseguir vencer a etapa nacional.


Muito obrigado, Valeu !

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Estou em falta, mas peço perdão


Caros amigos e leitores do blog.
Há algumas semana prometi que começaria a postar novamente meus artigos e algumas reflexões que precisam ser disseminadas por todos nós.
Mas, infelizmente, o meu pré projeto na faculdade está consumindo todo o meu tempo disponivel.
Contudo, não deixarei de visitar e a cada 15 dias expor novos conteúdos.

Então, para não deixar ninguém com água na boca, vou manifestar o que anda acontecendo comigo. É algo bom demais da conta.
Pois é, a dedicação ao curso de Jornalismo tem consumido meu tempo e ao mesmo tempo tem gerado bons frutos.
Um deles, é que sou finalista no EXPOCOM na etapa Nordeste (Campo JO 20 - Produção em jornalismo opinativo (avulso).
Escrevi um artigo sobre a celebração do aniversário da morte de Mestre Vitalino e fui indicado pela instituição a participar.
E o resultado está ai.
Fui selecionado e estarei no periodo de 10 a 12 de junho de 2010 em Campina Grande para apresentar esse trabalho.

Gostaria de contar com o seu apoio, seja em ir comigo ou ficar na torcida.
Além do mais, tenho uma lista enorme de pessoas que tenho que agradecer por tudo que têm feito por mim.
Afinal, me sinto um vencedor já por ter sido selecionado.
E espero conseguir vencer a etapa regional e representar a FAVIP , o estado de Pernambuco e a cidade de Belo Jardim na etapa nacional em Caxias do Sul - RS.

Obrigado a todos,
E que Deus nos abençõe !
Fui !!!!

quarta-feira, 12 de maio de 2010

E ai ? Queres novidades ? Beba da fonte !

Pessoal,
Não imaginei que no final de um curso eu teria tanto trabalho assim,
Quando penso em escrever algo para o blog sempre surge algo.
Tenho vários textos para postar, mas o tempo têm sido um verdadeiro instrumento para somar a sabedoria e também poder trabalhar.
Em breve, tnós ( digo nós) porque uma equipe de jovens sonhadores e empreendedores se prepara para dar um novo direcionamento a cidade de Belo Jardim.
Assim, o tempo que nós temos ainda é pouco para citar.
Mas em breve, não muito longe teremos algo concreto e com uma qualidade putz!
Bom, deixo algo para reflexão !

Mas, sábado teremos um novo texto.
Aguardem !

"A melhor parte da vida de uma pessoa está nas suas amizades." Abraham Lincoln
Amo meus amigos, e minha família que mesmo longe tem demonstrado o carinho especial por mim !

domingo, 25 de abril de 2010

Acabou o intervalo

Acabou o intervalo! Tocou o sino !
Estou voltando.
Depois de várias semanas aribulado pelas provas e apresentações na faculdade, chegou o momento para pausa.

Então, teremos novas postagens na semana e reflexões também.

A desta semana é a seguinte :

"O mais importante não é o número de idéias agrupadas em sua mente,
mas o vínculo que as une" - Titu Maiorescu

domingo, 4 de abril de 2010

A democracia tem uma serie de falhas ...


"Suponha que o capitão do navio representa o estado de coisas a bordo de uma nau ou naus. O capitão [ou o proprietário da nau] é o maior e mais forte do que qualquer membro da tripulação, mas um pouco surdo e com problemas de visão e, também, limitado em seus conhecimentos da profissão de marinheiro. A tripulação está sempre brigando entre si sobre a forma de navegar o barco, cada um pensando que deveria estar no leme; eles nunca aprenderam a arte [ou habilidade, ou técnica] da navegação e podem dizer que ninguém ensinou a eles ou que despenderam tempo estudando-a.
Na verdade, eles dizem que ela não pode ser ensinada e estão prontos para assasinar qualquer um que diga o contrário. Eles passam o todo o tempo aborrecendo o capitão e fazendo tudo que podem levá-lo a dar-lhes o leme. Se uma facção obtem mais sucesso que a outra, seus rivais podem matá-los e jogá-los aos mar, colocar o honesto capitão fora de combate com drogas ou , de alguma maneira, tomar o controle da nau, apossarem-se do que estiver a bordo e transformar a viagem naquele tipo de cruzeiro de prazer de bêbados que se poderia esperar. Finalmente, eles reservaram sua admiração para o homem que sabe como ajudar a controlar o capitão pela força ou pela fraude; eles louvam suas capacidades como marinheiro e navegante e seu conhecimento do mar e condenam todos os demais como inúteis. Eles não têm idéia que um verdadeiro navegador deve estudar questões apropriadas à sua profissão caso queira estar realmente preparado para controlar o navio; e pensam que é impossível adquirir a habilidade profissional necessária para um tal controle (seja este exercido ou não) e que não existe uma tal coisa como a arte da navegação. Com tudo isso acontecendo a bordo, não estarão os marinheiros ou qualquer outra pessoa a bordo de uma tal nau predispostos a julgar o verdadeiro navegador como falastrão ou um visionário e inútil para todos eles ?" (Platão, A República, p.282)

Seria mera coincidência ou realidade ?
Reflitam,
Boa Semana e feliz páscoa.

domingo, 28 de março de 2010

Resumo da novela


Esta semana foi o de clima tenso em todas as esferas sejam elas públicas ou privadas.
Vemos o desenrolar do caso da família Nardoni.
Aqui bem próximo de nós, o escandâlo do ex-prefeito de Caruaru, Neguinho Teixeira.
Algumas semanas mudanças em nossas rádios.
O tempo passa tão rápido e as vezes as pessoas em nosso redor não evoluem.
Pensam que infrigir ou mudar nossa situação não nos permite crescer. Sim, crescer !
Crescer em entendimento, em sabedoria, em silêncio ...
A cada passo, a cada amanhecer subimos um degrau ou descemos um dependendo de nossas ações.
Nossa intenção não é regredir e sim evoluir. Outra vez comentei que a chuva sempre vêm e nos traz o seu arco-iris mas, por acaso você já procurou saber o por quê do arco-iris ?
Não traz nenhuma referência a apologia e não está relacionado com a questão sexual.
Este sinal nos remete a promessa de Deus que após o diluvio fez um pacto com o homem informando que ele não iria mais destruir o mundo com outra inundação.
Não estamos livres de sermos acordados com águas em nossas casas pela bênção de ter um precioso liquido que nos garante como humanos um alimento indispensável. Por outro lado, a chuva devido a nossa ignorância sempre é lembrada como desgraça. A culpa dessa "desgraça" é que esquecemos de fazer nossa parte mantendo o equilibrio necessario entre a natureza que foi criada por Deus e por nós humanos.
Ontem, o um exemplo de apagar as luzes de nossas casas é motivo as vezes de piada porque depois de uma hora sem iluminação quando ela voltar é refeito tudo de novo.
Será que é ? Ou não talvez mais um grupo de ativista que gosta de chamar atenção.
Não sei.
Nada sei. Não é verdade.
Sei, um pouco e o pouco que sei quero compartilhar.
Quero retribuir... quero fazer parte , fazendo diferença.
Nos meus estudos, no local de trabalho e também com você.
A semana já começou e começou tudo de novo, não posso deixar é cair na rotina.
Não se deixe levar... levante e ande !
Estou de pé e convido a você a caminhar comigo :P

"A solidariedade converte em direito o que a caridade dá como favor." José Ingenieros

Reflexão da Semana


"Nossa recompensa se encontra no esforço e não no resultado. Um esforço total é uma vitória completa." Mahatma Ghandi

domingo, 14 de março de 2010

O passo a passo de um "foca"

Falta pouco tempo para que mais um "foca" deixe sua prole e ganhe sua liberdade.
Liberdade de expressão, opinião, física ... toda a liberdade que for concedida a quem lhe é dada por direito.
No uso do que é lhe dado, é nos primeiros meses de gestação que o filho acompanha sua mãe para que ela lhe ensine os primeiros passos. Ela vai ensinar a "coletar as informações" para saber separa o joio do trigo, ela vai te ensinar "a escrever de forma correta" evitando o uso incorreto de sua língua, ela vai te ensinar a "matar um leão por dia" para que garanta sua alimentação, ela vai te ensinar a "escutar" sempre que for preciso e apurar as informações de maneira sábia para que você não se perca no caminho, ela vai te ensinar a "ver" qual o melhor ângulo para aproveitar ou tiver que "falar com a imagem".
Ela, sua mãe, vai te guiar conforme ela foi instruída através de gerações passadas que também fizeram o mesmo com ela, ensinaram de maneira sábia e coerente garantindo que esse conhecimento fosse repassado ao longo dos anos com a mesma excelência de sempre. Não preciso ferir ninguém, não precisou subestimar alguém, não precisou manipular ninguém.
Seguiu a cartilha escrita através da construção de sua moral e a conduta ética.
Assim somos nós, estagiários dessa vida.
Não precisamos acertar tudo o que fazemos, mas devemos ser instruídos com sabedoria uma vez que, amanhã alguém possa nos dizer : "não tenho nele confiança, ou não é um bom profissional".

É como a canção que diz : "ando devagar por que tive pressa..." pressa para vencer, pressa para aplicar os conhecimentos, pressa para ingressar no mercado de trabalho não tanto valorizado, pressa... pressa... ande devagar... e sempre...

Mensagem da Semana


"Se você não quer ser esquecido quando morrer, escreva coisas que valham a pena ler ou faça coisas que valham a pena escrever." Benjamin Franklin

segunda-feira, 8 de março de 2010

O vento sopra para onde quer não sabemos de onde vem e nem para onde vai ...

Na verdade os leitores do blog tem sentido a minha falta com os textos ou algumas matérias ligadas a cidade de Belo Jardim.
Aconteceu que Deus através de seus planos em nossas vidas realiza de maneira sobrenatural o que não imaginamos. Hoje, estou começando definitivamente uma nova etapa na minha carreira profissional.
Fui agraciado com uma oportunidade para estagiar em outra cidade.
Infelizmente, os filhos da terra precisam deixar sua cidade natal para adquirir experiência e crescer profissionalmente e também fazer novas amizades.
Amigos novos eu ganhei... saudades eu deixei durante toda a semana porque nos finais de semana estou de volta para rever meus pais, minha família, meus amigos.

O blog não terá no mês de março uma produtividade como anteriormente contudo, receberá textos e comentários de nossa Belo Jardim. Até porque jornalista não vive sem "fontes". E estou sempre informado de tudo que ali se passa.

Aos navegantes prestem atenção no farol. É necessário procurar sintonia para se guiar e estabelecer de forma segura o percurso aos passageiros.
Quanto aos marinheiros não largue o remo. Procure unir as forças para sincronizar os movimentos para chegar em tempo.
Aos que esperam ansiosos no porto, levantem seus lenços brancos para saudar. É tempo de reconhecer que o tempo de luta passou e agora chegou a hora de abraçar e receber a felicidade.

Ah, foi tão bom te encontrar em meu caminho... eu precisava falar contigo um bucadinho...

segunda-feira, 1 de março de 2010

OFF-line

Pessoal,
Estou em um processo de mudança.
Por isso, o blog terá somente atualizações no final de semana.

Conto com a colaboração de todos.

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Reflexão da Semana



"A melhor maneira de sermos enganados é julgar que somos mais espertos do que os outros." La Rochefoucauld

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Um breve história de quase tudo

Gostaria de compartilhar esse video que achei interessante.
E também divulgar o blog do qual descobri e que possui textos de forte tanto na intensidade e no impacto da leitura.
Acessem e descubra : www.oblogdocapeta.blogspot.com

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Alguém me disse e eu acreditei

Em um dia como qualquer outro, alguém me disse que seria ideal publicar um texto aqui. Poderia ser sobre qualquer assunto, várias palavras, frases talvez.
Em um dia como qualquer outro ,precisei ver os meus pais renunciarem parte de sua vidas em favor dos meus ideais.
Em um dia como foi a alguns anos atrás , deixei de ser criança, alcançei a "maior" idade e consegui o meu primeiro emprego.
Em um dia como foi o de ontem, vi que precisava estudar para obter uma qualificação e assim como todo os jovens que persistem fui aprovado no vestibular e assim entrei na faculdade.
Em um dia de sol aproveitei a liberdade no feriado e visitei meus amigos.
Em um ano poucos são os dias para se agradecer aos meus amigos, familiares e a todos em geral pelo abraço, pelas palavras, encorajamento, sabedorias compartilhadas, alegrias e tristezas seja pelas vitorias ou derrotas.
Em 2010, almejo ver o resultado de todo o meu esforço,ao longo dos quatros anos em algumas páginas da monografia que escreverei e do futuro que me espera ou seja talvez o contrário, ele não me espera, eu devo ir ao seu encontro.
Hoje sou estudante...
Amanhã um profissional.
Depois de amanhã, continuarei sendo "o" mesmo. Posso estar acompanhado ou sozinho.
Posso estar na tela de sua TV ou morando vizinho a você.
Minha voz pode chegar através das ondas sonoras do seu rádio ou, então terei o prazer de lhe conhecer pelas ruas da cidade.
Meu texto poderá ser publicado nos jornais do estado ou somente neste blog.
Quem sabe assessorar alguém ? Ou ser assessorado ?
Deus tudo sabe !
Ele também sabe o melhor para você também.
Deposite sua confiança n'Ele!
Eu já fiz! E agora aguardo o seu sinal para avançar.
Nos meus pequenos passos observo o horizonte aberto cheio de oportunidade para nós, futuros profissionais (jornalistas, administradores,psicológos etc).
Basta querer ! Una-se ao time dos vencedores e marque seu gol!
Viverei, viverás !

Reflexão da Semana

"Não há razão para termos medo das sombras. Apenas indicam que em algum lugar próximo brilha a luz." Ruth Renkel

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Reflexão da Semana

· "O passado é uma lição para se meditar, não para se reproduzir." Mario de Andrade

passado03

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

FABEJA publica novo resultado sem endereço de e-mail

A instituição republicou novamente, a lista com os nomes dos candidatos aprovados do curso de administração agora, sem o endereço de e-mail.
Consta na lista o nome da candidata que foi aprovada.





Fica agora uma lição, não assine nenhum documento sem antes fazer uma leitura.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Endereço de e-mail é aprovado no vestibular da FABEJA


Um fato inusitado aconteceu hoje no resultado do vestibular da FABEJA.
A lista com os nomes dos alunos foi divulgada para a comemoração dos aprovados.
Porém, na lista dos candidatos aprovados para o curso de administração, o candidato de número 44 possui uma assinatura pra lá de estranha.
Ao invés de constar o seu nome, a lista apresenta o endereço de e-mail deixando claro que não aconteceu por meio da empresa responsável ou da instituição, correções no processo de inscrição que costumeiramente são corrigidas no momento da execução da prova.
Diga-se de passagem, que a lista consta com uma assinatura do responsável que também passou despercebido.
Isto significa dizer que aconteceu ou não uma revisão, possivelmente uma leitura prévia.
Que de fato não aconteceu.
Talvez, este seja o momento propício para que a instituição reflita sobre a ausência de revisor ou ler antes os documentos para sua publicação.

domingo, 31 de janeiro de 2010

Reflexão da Semana

Seja lá o que você quer fazer, comece agora. A ousadia traz consigo criatividade, poder e mágica." Goethecriatividade

sábado, 30 de janeiro de 2010

Pesquisa de Opinião

A cidade de Belo Jardim está recebendo entre os dias 28 e 31 de janeiro  pesquisadores do instituto Vox Populi.

Esse instituto está sondando os eleitores de nossa cidade para a intenção de votos para os candidatos a eleição no cargo de deputado estadual e federal.

Dentro em breve teremos ou saberemos o resultado dessa divulgação “extra oficial” o resultado da pesquisa de intenção de votos. Não se surpreenda se você abordado. Seja sincero em sua resposta.

O seu resultado servirá de termômetro para os candidatos. E também servirá para manifestar o seu desejo em “moralizar” a política de nossa cidade e região.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Quando a chuva passar, faça sua parte !

Com as chuvas dos últimos dias e o despreparo da população para as chuvas de verão, é hora de organizar nossas casas e paramos para algo muito importante que não damos atenção devida, a educação.

Faz parte desse prejuízo o lixo que jogamos ao experimentar uma bala de morango, o papel que envolve o chiclete, a folha de papel ou anúncio que jogamos em via pública, o lixo de nossas casas que não depositamos em local correto ou se quer damos a devida importância para ele. Chuva

Quando o Senhor do Tempo determina que, devemos receber abundância de águas para que elas executem o seu papel, nos damos conta que não é do nosso jeito ou de qualquer jeito que devemos recebê-la . Em um piscar de olhos, as águas jorram sem parar. Isso se trata que não devemos estar desprevenidos.

Não damos conta que nossa cidade cresceu e o homem também não  se planejou para receber essa bênção. Deixamos tudo para última hora. É nessa hora que não há mais nenhuma ação, a não ser somente esperar. Tendo que aprender a esperar. . .

Sim, educação que deveria se aprender em casa e colocar em prática em nossos atos para com o meio ambiente. Isso porque ele não avisa quando é que será a hora da revanche pelo mal causado por nós, humanos, que precisam do equilíbrio do nosso ecossistema para manter uma vida sem tantos prejuízos.

Esperar as águas baixarem, e ver os prejuízos de nossos erros.

Deparo-me com os livros de biologia e ciências e vejo que a culpa não está nos educadores em replicar o seu conhecimento. Está em nós, educados, que não aplicamos aquilo que recebemos de bom e ficamos a mercê de alguém que queira ou sinta-se motivado a fazer.

Faça sua parte, eu quero fazer parte, juntos somos mais.

Procure ler novamente os livros que indicarão os passos que podem modificar nossas vidas.Exija de quem for responsável pelas ações de melhorias.

Lance suas ideias, proponha, incentive, pratique.

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Reflexão da Semana

"No mundo dos negócios todos são pagos em duas moedas: dinheiro e experiência.

Agarre a experiência primeiro, e o dinheiro virá depois." Harold Geneev

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Festa de São Sebastião – Quase In Memoriam

Os moradores da cidade de Belo Jardim puderam “relembrar” na saudosa noite do dia 20 de janeiro de 2010  Festa de São Sebastião.

Infelizmente, não pode prosseguir o som das bandas que embalavam jovens e adultos relebrando os “bonsprova03 095 tempos”, tocando até o raiar do sol devido a ideologias religiosas e sociais que possuem um duplo viés. Uma hora é para homenagear e receber bem os visitantes em outro, o momento é para acabar com as apresentações porque não se pode danificar a grama , o espaço e o horário daqueles que precisam dormir cedo e  que, em tudo, leva a entender que a festa incomoda os moradores daquele local e nem eles se sensibilizam com a honestidade de relembrar ou apoiar a não sei quem.

Bons tempos de criança quando iamos para a festa andar nos parques de diversão, quando toda a família se reunia para rever os amigos, parentes distantes, encontro das bandas de músicas em frente a igreja Matriz, bancos de madeira com os tradicionais bolos da família Camilo. . . ê saudade !!!

Por isso, resolvi fotografar e registrar essa noite que poderia ter sido diferente, uma noite de saudade e nostalgia daqueles que tiveram boa vontade mas, nem tudo é como a gente quer !

prova03 091prova03 093prova03 094 prova03 092

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Mais empregos, menos escolhidos.

A coluna da Folha de Pernambuco trouxe informações sobre o incentivo fiscal concedidos a Madelar.

Porém, a quantidade de empregos que o texto apresenta é de 15 vagas para um investimento em R$2,5 milhões , dos quais R$1,9 milhão já foi contratado pelo BNB (Banco do Nordeste).

O texto informa que ainda será gerado cerca de 100 empregos indiretos.

Então, o que você está esperando ?

Prepare seu curriculo e não perca tempo em conquistar a sua vaga ! Se ela ainda existir !

Acesse o contéudo publicado na íntegra no site da Folha de Pernambuco.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Reflexão da Semana

"Experiência não é o que nos acontece, mas o que fazemos com aquilo que nos acontece." Aldovs Huxley

436-burst_of_light

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Nosso dinheirinho onde foi parar ?

Pegando carona em uma postagem publicada pelo blog “Vamos falar mais”, gostaria somente de lembrar o compromisso que os “nobres” vereadores têm com a população.

Levando em consideração que, conforme descreve o texto publicado no blog “A voz do povo de Belo Jardim” o trabalho dos vereadores têm sido constante e diário mesmo com o recesso.

Porém, é de caráter público que a população saiba que o retorno dos trabalhos será iniciado em março de 2010, e se pergunta: Será incluso nas pautas da casa assim que retornem aos trabalhos, o acesso aos relatórios das prestações de contas da Câmara do ano de 2009?

Outra postagem publicada pelo blog “A voz do povo” aborda sobre a quantia devolvida aos cofres públicos no valor de R$ 23.000,00.

Agora que essa quantia foi devolvida, algum vereador sabe qual foi o destino? O cofre público ?

Em ano eleitoral, ou antes de ser o mesmo, será que algum “senador” ou “deputado”, ou quem sabe “um passarinho” veio de jatinho ou com seu humilde carrinho já não apareceu levou esse dinheiro?

Como saber onde foi parar ? Para falar a verdade aos leitores não sei!Conheço alguns poucos destinos entre eles cito o site da transparência pública do governo federal ou  talvez armazenada em caixas de arquivo morto colocadas em um local úmido e sem ventilação.

O que não sabe são os números escritos nos papéis...

domingo, 10 de janeiro de 2010

O ano de pensar – Lya Luft

Gostaria de compartilhar o texto de Lya do qual creio que nos faz refletir sobre o nosso cotidiano e o ano novo que acabou de chegar.

Boa Leitura !

"A essência seria esta: neste ano, eu vou pensar. Em mim, na vida,
nos outros, no mundo, em mil coisas ou numa coisa só – que seja
realmente importante"

Mudança de ano, que, com o Natal, para uns é celebração (estou desse lado), para outros, melancolia.

O que nos atrapalha é que alguém inventou que temos de tomar decisões e fazer projetos para esse novo ano. São quase sempre irreais, quase sempre não cumpridos. Aí já nos frustramos neste mundo de tantas frustrações, em que a gente teria de ser bonito, saudável, competitivo e competente, bom de cama e ruim de mesa, e uma lista interminável de "ter de".

Pois eu acho que 2010 pode ser o Ano de Pensar. Bom projeto, boa intenção. Uma só, e já é bastante. Pensar: coisa que tão pouco fazemos, embora seja o que nos distingue das outras feras.

Publiquei recentemente mais um livro para crianças (mas os adultos se divertem), chamadoCriança Pensa. Com ele respondi, décadas depois, ao duplo lema dos adultos de um outro tempo, de que criança não pensa, criança não tem querer. Hoje tem querer até demais, mas isso é assunto para outra crônica. E pensar, continua pensando, apesar de todos os jogos eletrônicos e programas de computador imagináveis.

Se criança pensa – e pensa lindamente, segundo descobrimos e escrevemos, um de meus filhos, professor de filosofia, e eu –, adultos teriam de pensar ainda muito mais. Porém a gente vai se enquadrando. Família, escola, sociedade e cultura, seja o que isso for, tornam-nos menos pensantes e menos questionadores. Alguns escapam dessa mordaça e desabrocham. Podem ser os menos confortáveis, mas são os que movem o mundo.

Pensar não é uma obrigação: é um direito, e deveria ser um prazer. Naquela horinha no ônibus ou no carro, andando, nadando, comendo, não fazendo nada – o que é um luxo, e nós, bobos, poucos saboreamos –, nada melhor do que deixar tudo de lado e refletir, ou deixar as ideias vagando numa atenção flutuante, como dizia Freud. Largar mão, por alguns instantes, dos compromissos, do cansaço, da falta de tempo, da dificuldade em ser feliz, da pouca harmonia consigo e com o mundo, das tragédias, das decepções universais ou pessoais – e dar-se o prêmio de pensar. Para algumas pessoas, parar para pensar não é desmontar.

E ficariam dispensados os dez ou doze ou três propósitos, as intenções fajutas eternamente repetidas – como as de emagrecer, romper ou melhorar o relacionamento, sair de casa, voltar a estudar, vencer na vida, ter filhos, mudar de emprego ou de parceiro, deixar de beber, de fumar, de se drogar com outras substâncias. A essência seria esta: neste ano, eu vou pensar. Em mim, na vida, nos outros, no mundo, em mil coisas ou numa coisa só – que seja realmente importante.

Pensar para ser uma pessoa mais decente; pensar para amar mais e melhor, começando por mim mesmo; pensar para votar com mais lucidez; pensar no que de verdade eu quero, se é que eu quero alguma coisa – ou sou do tipo que se deixa levar por desânimo, preguiça ou desencanto?

Pensar simplesmente para criar meu mundo particular, não num ataque de loucura, mas de criatividade. Pois o real não existe, existe o que vemos dele. Dentro de certos limites, podemos, cada um de nós, inventar o nosso mundo: sendo mais céticos ou mais otimistas, com aquele grãozinho de loucura necessário para que haja beleza e claridade e não vivamos numa caverna de trevas.

Basta ver como pensam as crianças, ainda livres das nossas inibições. "Fadas e anjos existem, não é?", pergunta-me uma delas. Respondo honestamente: "Para quem acredita, existem". Acredito que, apesar de Copenhague, o mundo não vai torrar (as opiniões dos cientistas divergem), que vamos ter motivo para nos orgulhar de nossos países, que não vai mais haver tanta miséria e cinismo, que os colégios vão ensinar melhor e exigir mais em lugar de facilitar tão absurdamente e despejar tanta gente despreparada no mundo.

Sei que todos algum dia acordamos com a senhora desilusão sentada na beira da cama. Mas a gente vai à luta e inventa um novo sonho, uma esperança, mesmo recauchutada: vale tudo menos chorar tempo demais. Pois sempre há coisas boas para pensar. Algumas se realizam. Criança sabe disso. Feliz 2010.

Reflexão da Semana

"Não devemos ter medo dos confrontos. Até os planetas se chocam e do caos nascem as estrelas." Charles Chaplinwindowslivewritersircharlescharliespencerchaplin-a42eadogslife2

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Reflexão da Semana

A partir de hoje não teremos mais as postagens com a reflexão de domingo. Ela será alterada para a mudança semanal.

Para começar 2000 e DEZ com tudo segue um trecho do livro que estou lendo...

" A liberdade de expressão ou de opinião impõe-se nesse quadro de conquistas da subjetividade civil. A conquista dos direitos individuais da cidadania reservava às técnicas de comunicação social a função de estabelecer a permanência do lado social entre os sujeitos autônomos." - Muniz Sodré.